Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


thumbs_web_sapo_io.jpg

Quando Bruno de Carvalho "aterrou de pára-quedas" no futebol português, desde logo tentou passar uma imagem de "revolucionário". Quase de imediato, cortou relações com o FC Porto, e com o passar do tempo, incompatibilizou-se com tudo o que são clubes e instituições do futebol.

Tudo isto com aquele propósito de tentar passar aos sportinguistas a imagem de uma suposta "liderança-forte". Somente isso. É essa a conclusão a que chego, já que a realidade tem chocado de frente com a alegada luta pela transparência.

 

Vejamos:

Bruno de Carvalho criticava os antigos dirigentes por pagarem comissões a agentes.

Hoje paga-se 1,3 milhões de euros de comissão ao empresário Costa Aguiar pela transferência de Bruno César a custo 0, como já se tinha pago comissões por Aquilani e Teo.

Costa Aguiar, que passou das carnes para o futebol. Talvez se deva ao empreendedorismo de Bruno de Carvalho em promover baixos\médios empresários... Quero acreditar que é isso.

 

Bruno de Carvalho promoveu uma luta contra os fundos, porque alegava haver dinheiro sujo que não se sabia qual era a sua origem. O curioso, é que nunca nos chegou a explicar a origem do dinheiro que prometeu dos fundos russos e dos fundos americanos...

E qual a origem do dinheiro do Mosquito? O Recretivo de Caála já dá mais garantias de transparência?

 

Há umas semanas atrás, o Correio da Manhã falou em 2 milhões mistério relacionados com a trânsferencia de Montero.

Bruno de Carvalho teve a oportunidade de se explicar perante as câmaras da Sporttv, mas preferiu despachar o assunto para o facebook. No texto que escreveu, nada explicou. Somente se vitimizou.

É curioso que uma personalidade que processa antigos dirigentes, sócios, jornalistas, e até comentadores; não tenha colocado um processo ao Correio da Manhã...

 

Assim como é curioso que Bruno de Carvalho tenha afirmado que os autores do Leaks seriam todos presos. Os tais que denunciaram quase todas as suas contradições. E na volta, ainda foi "gozado"...

 

Hum... hum.....

 

AFINAL ERA TUDO TRETA - PARTE II

 

 

PS: Post que dedico a este pobre rapaz:

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

19382755_zZQIu.gif

Hoje, à hora de almoço, como sempre faço, perco 5 minutos para ler as letras gordas dos sites desportivos.

Eis que me deparo com mais uma prosa de Bruno de Carvalho.

Confesso que não consegui ler. E não foi por uma questão de falta de tempo. Mesmo que o tivesse, não iria ler. 

Pois não vale apena. É mais do mesmo. É chato. É perder minutos de vida.

Aliás, se o Benfica estiver falido, nós só temos é que estar calados. Problemas deles!

 

Assim, fiquei-me somente pelo título: "Bruno de Carvalho diz que Benfica está "falido".

 

Logo a seguir, clico na seguinte noticia. Curioso que a sua mais recente tirada tenha coincidido com o dia que em que soubemos, que se dúvidas houvesem, o caso Doyen foi uma plena humilhação para Bruno de Carvalho, e infelizmente, para o Sporting Clube de Portugal, que vai por arrasto nesta sua constante gestão de empurrar tudo com aquela barriga.

 

Mas a sua barriga já foi maior. Está visivelmente mais magro. Não sei se é alguma dieta, ou se está com algum problema que chegue a afectar o seu metabolismo. Por vezes, sentimentos e estados de alma como o medo, a angustia, o stress, afectam a saúde fisíca. Ele que tenha cuidado...

 

E voltando novamente à notica da doyen, normalmente tenho curiosidade em ler os comentários. Eis que o comentário mais votado foi o seguinte:

"ahahahahah Não faz mal... ele agora faz outro comunicado sobre o BENFICA.... e assim vai engando os Burros dos Adeptos (alguns, Claro). Que comédia...."

 

E assim se passou mais um dia no facebook do Bruno.

E nunca nos esqueçamos da velha máxima: até tremem!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Calinadas

16.04.16

ng5670130.jpg

Jorge Jesus quis envolver Rui Vitória na "guerra" contra o Benfica. Tudo começou com a ausência do "cérebro".

Mesmo assim, ao longo das primeiras jornadas, Rui Vitória nunca foi unânime entre os benfiquistas.

Mas quando Jorge Jesus afirmou que Rui Vitória não era seu colega e não o considerava treinador, todos se uniram em torno de Rui Vitória.

Aqui Jorge Jesus foi vitima das suas calinadas.

 

Como se não bastasse, sexta-feira, em conferencia de imprensa, afirmou que o Benfica tem tido sorte, e que o Sporting é quem tem jogado melhor. Antes de tudo, quantos jogos não ganhamos nós nos últimos minutos?

E não é que ontem ganhamos 0-1, à rasquinha, com um golo em fora-de-jogo, numa exibição muito fraquinha!?...

 

Uma das estratégias desta temporada, passou por pressionar os árbitros a qualquer custo. Tudo bem. Nada que outros não tenham feito antes...

Mas ao menos que fossem inteligentes a gerir tudo o que dizem.

Pois faltam 4 Jornadas, e temo-nos metido a jeito, para que aqueles que não precisam de pressionar as arbitragens (porque as dominam nos bastidores) tenham argumentos para equilibrar os pratos da balança, quando eles vierem a precisar de uma ajuda da arbitragem.

 

A forma como Bruno de Carvalho já por mais de uma vez foi expulso do banco de suplentes, a forma como profere "pontapés no rabo a um árbitro", etc; é de quem não tem um projecto desportivo a médio\longo prazo.

É de quem vai empurrando com a barriga a ver se este campeonato salva o seu emprego. Essa é a sua prioridade. E quando assim é, é impossivel haver discernimento.

Não só dele, mas de quem o rodea. Pois numa estrutura tudo se complementa, e tudo se arrasta.

 

Sinceramente, já cansa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

19423653_cLAyZ.png

Hoje na A Bola (8 de Abril), fomos presenteados com mais uma inenarrável prosa de Eduardo Barroso, bajulando o actual presidente do Sporting.

Se fosse um jovem incauto que facilmente se encontra numa qualquer rede social, dar-se-ia o desconto. Agora num homem inteligente (não fosse ele um dos melhores cirurgiões do mundo), já com uma certa idade, que vive o Sporting há décadas, confesso que me faz imensa confusão como se pode descer a um nível tão ridículo.

Não vou transcrever nada desse pedaço de prosa. É perder tempo - e eu perdi o meu.

Mas não resisto, e aproveito o momento para vos mostrar um vídeo de uma entrevista a Vale e Azevedo nos Donos da Bola em 1997, em que Eduardo Barroso era o "representante" do Sporting.

Eduardo Barroso criticou a forma de estar e os actos de gestão de Vale e Azevedo.

Através deste vídeo, desde logo se podem fazer várias analogias com o actual presidente do Sporting:

- Aquela pose de quem acha que convence os outros das suas atoardas.

- Promessas ao nível de contratar um Rui Costa (connosco foram os investidores russos e americanos).

- O rasgar contratos com outras entidades.

- O centralismo\presidencialismo, achando que ainda tem que reformular os estatutos para ter o poder total.

- Culpar todos os males do Benfica com os 10 anos anteriores, apelidando os anteriores dirigentes e o futebol português em geral, de muita irresponsabilidade.

- A vitimização perante a comunicação social.

 

Fora desta entrevista, ao longo dos anos, muitos outros episódios fazem lembrar o actual Sporting. Por exemplo:

- O afirmar que era o Salvador.

- A forma como quis despedir Manuel José por justa causa. 

13319996_10210054560308491_7550367683570985629_n.j

Assembleias-Gerais transmitidas em directo

- Apregoava que lutava contra o "sistema".

- O corte de relações e as constantes provocações aos presidentes de Sporting e FC Porto.

- Por vezes, comportava-se como um adepto. Numa vitória por 1-4 em Alvalade, ao lado de José Roquette, a cada golo, levantava-se e festejava de forma eufórica, demonstrando falta de respeito e pouco sentido institucional.

Num outro jogo contra o Sporting em Alvalade, assistiu ao jogo no meio da claque do Benfica, festejando eufóricamente os golos do seu clube.

- O colocar-se à margem dos 7-0 em Vigo, obrigando todo o plantel, através do capitão João Pinto, a pedir desculpa aos benfiquistas numa conferencia de imprensa (ainda não havia facebook para pôr em causa o profissionalismo dos jogadores).

- Deixou o João Pinto sair para o Sporting a custo zero, por incompatibilidades (Carrillo).

 

Estas personalidades, por vezes, surgem na política como no futebol. Surgem sempre após momentos de crise, e os espertalhões aproveitam a oportunidade, já que o país ou a instituição estão vulneráveis a ouvirem as atoardas do primeiro aventureiro que surgir. Foi assim com o Benfica de Vale e Azevedo, foi assim como este Sporting, como foi em muitos outros casos da história da política.

 

Personalidades que se agarram ao poder e que tentam viver à custa do cargo, seja para conseguir dinheiro ou estatuto social. A sua politica visa sobretudo a reeleição, e não o diálogo aberto e saudável sobre o que poderá melhor servir os interesses da instituição. Logicamente, que nestas circunstâncias, quem perde é a instituição, e o final da história, é um rastro de destruição com as pessoas completamente divididas e a instituição muito mais pobre.

 

Perguntam vocês: e o Bruno de Carvalho está-se a servir do Sporting? Bem, o passado empresarial de Bruno de Carvalho fala por si. Os 10.000€ de ordenado são um luxo, e ele próprio já apelou numa Assembleia-Geral para não o deixarem cair - porque tem família, e em Portugal não consegue emprego. Ou seja: ele próprio assume que está agarrado ao poder por questões que não têm a ver com o Sporting.

 

PS: Mais uma coincidência à vista?

tumblr_nzq8faHl321rkjm9po1_540.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D