Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



14225436_1769559839925208_8210592515568282105_n.jp

Na Assembleia-Geral de 27 de Setembro de 2015, Bruno Azevedo de Carvalho presenteou o país com um espectáculo que mais parecia Stand up comedy (ou terá sido mesmo?).

 

Para a história ficaram as seguintes declarações:

 

"Agora, não me deixem cair... Porque eu caio de facto! Porque aquilo que o vosso presidente fez, foi destruir por completo, qualquer possibilidade de trabalho em Portugal. E por causa do Sporting. E por defender o Sporting. E por lutar pelo Sporting... E o presidente do Sporting, é pai, tem duas filhas... tem que sustentar a sua familia... E aquilo que eu fiz foi pôr o Sporting em primeiro lugar..."

 

Pouco depois ainda disse isto:

 

"Vocês vêem, para mim falar até é fácil, nem preciso de discursos... podia de facto ser o tipo mais popular e mediático de Portugal, mas optei por ser o presidente do Sporting Clube de Portugal!"

 

E ainda isto:

 

"O Sporting acha que pode ter no clube pessoas não-remuneradas!... Acham que isto deve ser tudo por amor e carinho... As pessoas têm a sua vida... E passam muito tempo no Sporting... e ainda têm que ler baboseiras de pessoas que costumam estar nestas Assembleias-Gerais... Que este é isto, que este é aquilo!... Se vocês querem melhorar o Sporting, não peçam às pessoas para vir cá trabalhar de borla. Isso não existe!"

 

 

Declarações que visavam justificar o seu aumento de ordenado de 5000€ para 10.500€ por mês. Por um lado fez-se de coitadinho, apelando aos sócios para que tivessem pena dele; por outro afirmou que podia ser o tipo mais popular e mediático de Portugal.

Isto, e é importante tomar nota, na Assembleia-Geral em que apresentou um lucro de 19 milhões de euros, quando posteriormente perdemos com a doyen em tribunal. Enfim, uma jogada de mestre!

 

Seria interessante perceber de onde veio Bruno de Carvalho. Por onde andou ele? O que fez? Que currículo possui?

Do pouco que se sabe, é que faliu meia-dúzia de projectos de pseudo-empresas.

 

Ao fazer umas pesquisas, encontrei aquela que provavelmente foi a última empresa de Bruno de Carvalho. A Soluções Atelier, que contava com um capital social de 5000€!!!

Como devem estar lembrados da famosa carrinha que está bloqueada no estacionamento de Alvalade por falta de pagamento.

De facto, um gestor de topo!

 

Agora que chegou à sua cadeira de sonho, aufere anualmente 224 mil euros, com direito a... retroativos. E nós, e nós a sermos tratados como "carneiros"!

 

Que mais será preciso para que de uma vez por todas percebamos que Bruno de Carvalho gere o clube numa lógica de se reeleger, e não para servir o clube?

 

Será que na próxima Assembleia-Geral haverá de novo um aumento de ordenado? Consta que sim.

Mas quando não há vergonha...

 

A frase "o Sporting é nosso", nunca fez hoje tanto sentido.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

De comentador desportivo a 26.09.2016 às 20:53

" Declarações que visavam justificar o seu aumento de ordenado de 5000€ para 10.500€ por mês."

Acho que o cargo de presidente não deve ser pago, precisamente para evitar este tipo de "pára-quedistas".

Quem está neste cargo deve lá estar para servir, com condições financeiras para ajudar o clube, que foi o que sucedeu com a maioria dos presidentes até chegar este tachista.

Nesta situação em particular, este indivíduo deveria ganhar o que ganhou nos anos anteriores a ser dirigente.

De Fake_Neves a 26.09.2016 às 21:40

"Acho que o cargo de presidente não deve ser pago, precisamente para evitar este tipo de "pára-quedistas".


Por acaso já tenho um post preparado a abordar essa questão.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D