Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



gswms.jpg

Em Dezembro de 2014, quando Bruno de Carvalho pretendeu despedir Marco Silva, utilizando José Eduardo para tentar difamar o então treinador do Sporting, somente por razões de ordem pessoal, os sportinguistas fizeram sentir a sua voz de descontentamento nas redes-sociais. Bruno de Carvalho, teve assim, que meter a viola no saco, percebendo que os sportinguistas não lhe perdoariam tal acto de gestão.

 

Foi ai que ele percebeu, que da mesma forma que o facebook foi uma fundamental ferramenta para fazer campanha (suja), essa mesma plataforma poder-se-ia virar contra si mesmo.

 

Vai dai, tem uma ideia de "génio": processar alguns sócios do Sporting, de modo a silenciar esses, e mandar o recado aos restantes críticos - que desde ai já desmontavam todas as suas mentiras e contradições enquanto presidente do Sporting.

 

Uma atitude que não está ao nível de um presidente de um clube como o Sporting Clube de Portugal! Quem quer ser presidente de um grande clube, e ao mesmo tempo, uma natural figura pública, tem que estar preparado para de tudo um pouco: para o elogio, para o engraxamento; mas também para a critica, ofensa, calúnia, etc.

 

Um presidente que está seguro de si mesmo, que nada tem a temer, olharia para meia-dúzia (como apregoam) de críticos online, com um mero sorriso de desprezo. Mas não: por alguma razão, ele sentiu a necessidade de amordaçar quem de muito de si eventualmente possa saber! E essa razão, como referi, trata-se exactamente de insegurança e medo. Muito medo!

 

Há umas semanas atrás, Bruno de Carvalho e um dos sócios processados, chegaram a um acordo amigável. Agora, muito recentemente, perdeu efectivamente um processo, contra outro associado.

 

Fica assim provado que esses associados apenas teceram criticas à sua gestão, e não o ofenderam ou caluniaram. Por muito ridículo que fosse um presidente do Sporting estar preocupado com calunias e ofensas na internet, sempre teria algo por onde pegar. E efectivamente, estes processos não tiveram ponta por onde se lhe pegasse! Mas serviram para demonstrar, dúvidas houvessem, do calibre de quem temos hoje à frente do nosso grande clube!

 

Processar e tentar amordaçar uma classe de gente que contribui para o seu ordenado de 10.500€, já é manifestamente grave.

Processar e tentar amordaçar com advogados do próprio clube, com a própria instituição a acarretar com as despesas, é já o cúmulo da sacanagem, ou simplesmente da criancice! Um verdadeiro escândalo!

 

Estes processos só por si não deveriam ter acontecido. Ser o próprio Sporting a pagar as despesas das birras de um presidente já de si remunerado, era motivo mais que suficiente para destituir quem hoje se julga acima do grande Sporting e dos seus sócios e adeptos!

 

Completamente impensável um presidente, repito, já de si remunerado, utilizar o dinheiro dos sócios, para processar outros sócios. Na prática, é um acto de gestão danosa, e uma ataque não só aos visados, mas sobretudo, a todos nós!

 

Actualmente, tivesse o Sporting uma verdadeira e única identidade, acredito que Bruno de Carvalho fosse hoje uma persona no grata em Alvalade, e com os dias cada vez mais contados. E desde já, teria que pagar ao Sporting o dinheiro utilizado para perder processos contra sócios do próprio Sporting!

 

Mas não. Assistimos à insistente tentativa de substituir o sportinguismo e o respeito entre todos aqueles que se deveriam unir somente em torno do símbolo do Leão, pelo culto do "eu"!

 

Ou será que afinal, poderá haver uma maioria silenciosa que dará o "não" no próximo mês de Março?...

Como disse num post anterior, as aparências iludem, e na hora da verdade, é que veremos se o Sporting está ou não está vivo e de saúde!

 

Haja esperança.

Autoria e outros dados (tags, etc)


15 comentários

De Fake_Neves a 23.07.2016 às 21:08

Eu tenho para a troca: https://www.youtube.com/watch?v=qmxPDGhVQ6E rsrsrsrs

A diferença é que este miúdo foi imediatamente calado, sem que pudesse acabar o seu raciocínio.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D