Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



14034865_650533795109412_747301525063254143_n.png

Bruno de Carvalho também tem méritos? Claro que sim!

Pessoalmente não ponho isso em causa.

 

Se há algo que - independentemente das circunstâncias - ele conseguiu marcar a diferença em relação aos seus antecessores, foi a contratação de bons treinadores (independentemente da forma como ele depois se relacionou com eles). Arrisco até dizer que, fora José Mourinho, tivemos nos últimos 3 anos os melhores treinadores portugueses da actualidade! E foi com Bruno de Carvalho que nós os tivemos cá.

 

Leonardo Jardim, Marco Silva e Jorge Jesus, foram os responsáveis directos pela actual boa-forma do futebol do Sporting, como também foram fundamentais na valorização de jogadores recentemente vendidos (embora com o Euro 2016 a ser determinante).

 

Leonardo Jardim pegou numa equipa de "tostões" com muitos jovens da formação, e "semeou" a base.

Marco Silva soube na época seguinte dar continuidade ao que já vinha sendo feito, dando o seu próprio cunho pessoal, conseguindo mais um passo no paulatino crescimento do futebol do Sporting.

Com Jorge Jesus foi a "explosão" quase definitiva.

 

Portanto, em relação aos treinadores, há um mérito inegável de Bruno de Carvalho. Contratar aqueles treinadores foram excelentes actos de administração (embora não nos possamos esquecer como depois se relacionou com Leonardo Jardim e, sobretudo, com Marco Silva).

 

 

Fora a questão dos treinadores, pergunto: o que fez Bruno de Carvalho que outro não poderia também ter feito? [gostaria de debater isso aqui nos comentários com vocês]

Ele cumpriu com as suas promessas-eleitorais?

O que arriscou ele da sua vida pessoal e profissional, para, supostamente, "salvar" o Sporting?

 

O que está à vista de todos, é que Bruno de Carvalho precisa muito mais do Sporting, do que propriamente o contrário!...

 

 

Estou a escrever isto porque, de vez em quando, me deparo nas redes-sociais com comentários acerca de blogues como este que têm tido uma posição critica em relação a esta direcção, em que somos apelidados de "oposição"! Confesso que me deixa aborrecido.

Mas pergunto eu: qual oposição?! A oposição propriamente dita, só existirá quando surgir um rosto para concorrer com Bruno de Carvalho pela presidência do Sporting! 

 

Falando por mim, este blogue não representa nada, a não ser o facto de ser de cariz pessoal, com opiniões pessoais. Nada mais que isso.

De resto, as minhas opiniões e posições são partilhadas com outros sportinguistas. A partir dai, se as pessoas gostam ou não do conteúdo dos textos, é lá com elas!

 

Nem têm que ser os blogues que têm que apresentar um projecto para o Sporting!

Falando por mim, apenas tenho denunciado factos, e apelado a um maior sentido de rigor, transparência, e respeito. E "factos", não se tornam em mentira independentemente de quem os denuncia.

 

 

Pessoalmente, acredito que o Sporting precisa de um outro tipo de liderança, para que se possa aproveitar o que de bom foi feito, melhorar nalguns aspectos, e eliminar de vez certas práticas! 

 

Mas Bruno de Carvalho já nos demonstrou que não terá a capacidade de dar um passo em frente.

Para mim, o Sporting não aguentará outro mandato com ele!

 

Há feridas impossíveis de sarar. Feridas provocadas pela tal dependência que Bruno de Carvalho tem do Sporting para seu próprio enaltecimento pessoal e profissional.

 

Eu muito tenho insistido em bater na mesma tecla, e mais uma vez o vou fazer: Bruno de Carvalho deve ser o único presidente da história do futebol que pediu em plena Assembleia-Geral para não o deixarem cair do poder por razões profissionais e pessoais do próprio, pela razão de que não conseguirá emprego em Portugal! 

Caricato. Confrangedor. Muito mau mesmo!...

Impensável. Mas, no dias de hoje, tudo aparenta ser normal. E isso também é preocupante.

 

Se dúvidas houvessem, essa declaração de Bruno de Carvalho nessa célebre Assembleia, explica o porquê da sua forma populista de actuar. E é isto que o Sporting tem que eliminar para continuar a ser cada vez melhor!

 

Bruno de Carvalho é um presidente remunerado, que já assumiu precisar do Sporting para a sua vida. Será assim um caminho perigoso para o Sporting se Bruno de Carvalho voltar a ser eleito presidente!...

 

 

Antes de qualquer acto de gestão, o Sporting precisa de um presidente que:

- Tenha um discurso agregador.

- Seja financeiramente-independente.

- Tenha a capacidade de se demitir se se achar a mais.

 

O Sporting não precisa de um presidente que, por exemplo:

- Precise do Sporting para ter um ordenado.

- Confunda defender o Sporting com má-educação.

- Processe sócios com advogados do clube, perdendo esses mesmos processos.

- Faça uma caça-às-bruxas em relação aos seus antecessores, na ânsia de secar tudo à volta.

- Divida os sportinguistas entre "bons" e "maus".

- Divida o Sporting num "antes" e num "depois" de si próprio.

- Esteja em permanente campanha-eleitoral, e que toda a sua política de comunicação e de gestão esteja virada para o que as massas pensam sobre si.

- Se agarre ao poder a todo o custo.

- Se sente no banco de suplentes, mas nos momentos adversos ficar à margem do grupo.

- Minta em campanha-eleitoral e durante o mandato (investidores, contratações cirúrgicas, 80 milhões, caso José Eduardo\Marco Silva, etc).

- Rasgue contratos e perca processos em tribunal.

- Tenha tendência para se incompatibilizar com os seus próprios treinadores e jogadores, não os aproveitando desportiva e financeiramente ( Marco Silva, Carrillo, Dier, por exemplo).

- Supostamente lute contra os "fundos", empresários, e comissionistas, mas só através de um site (Leaks) tenhamos tido conhecimento do Cáala e do Costa Aguiar.

- Fale mais do Benfica do que do próprio clube só para desviar atenções de questões pertinentes, espicaçando-os e unindo-os ainda mais.

- Se exponha no banco de suplentes ao ser expulso e castigado.

- Transformar as Assembleias-Gerais em cultos de personalidade, com monólogos que duram horas, em que se dispara para todas as direcções - ao nível de um Kim Jong-un.

- Ridicularize a história do Sporting como fez no célebre almoço de Alenquer, ou quando afirmou que "o Sporting não era conhecido internacionalmente" antes de si.

- Profira termos como "nádegas com trampa", "belfofil", e que daria um pontapé no rabo de um árbitro.

- Tenha uma Sporting TV para estar somente ao seu serviço.

- Acuse os outros de "tachos e tachinhas", mas meter o Virgílio na formação (coincidindo com o pior período da história da academia).

- Comunique pelo facebook, mas que se ausenta nas reuniões da Liga.

 

A lista de tantas práticas que têm que ser "expurgadas" é quase interminável!... Fico-me por estas.

 

 

 

Por vezes dá-me a sensação que há sportinguistas que julgam que o Sporting tem que estar refém de alguém com tão pouco conteúdo como Bruno de Carvalho, quando é o próprio quem demonstra que está refém do Sporting, e que continuará a não olhar a meios para atingir os fins, mesmo que isso ponha em causa o médio\longo prazo!

 

Oxalá que surja um bom candidato e que demonstre isso aos sportinguistas.

 

 

Pessoalmente tenho esta opinião.

 

 

Nota: Escolhi esta foto porque demonstra que o Sporting merece melhor que um presidente que no momento em que sente que o chão lhe pode começar a fugir, fica triste, deixando jogadores e treinador a dar a cara perante os adeptos, enquanto que este já se tinha escondido.

Um verdadeiro líder, quando toma a decisão de estar no banco de suplentes, tem que estar disponível tanto para bater com o punho no peito numa qualquer vitória, como para aplaudir os adeptos numa derrota. Merecemos mais consideração!

Haja-nos orgulho próprio, e demonstraremos que nada está acima da instituição Sporting Clube de Portugal!

Temos uma oportunidade histórica de demonstrar que o Sporting vale pelo seu todo e é forte e sustentável porque somos os melhores sócios\adeptos do mundo - independentemente da retoma e da actual boa-forma do futebol do Sporting.

 

Claro que terá que surgir um candidato minimamente credível. E o meu receio é que não haja ninguém com credibilidade que tenha a coragem de "lutar" com Bruno de Carvalho. Não que seja difícil desmascarar os seus verdadeiros intentos (nada que eu não o faça facilmente neste blogue), mas, porque para lutar com Bruno de Carvalho, corre-se o risco de descer a um nível semelhante - tipo a peixeirada que armou com o Pedro Guerra na TVI.

 

E para terminar, pergunto aqueles que tanto defendem e acreditam em Bruno de Carvalho: será assim tão difícil perceber a posição de quem não quer Bruno de Carvalho no Sporting?

Pelo que eu já percebi ao longo destes tempos, é mesmo difícil, pelo simples facto de aparentemente, se sentirem representados! Até quando? 

Bruno de Carvalho quis ser um presidente quase singular na história do futebol português, e isso caiu em graça de muitos. Mas tudo o que é demais enjoa...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

De Fake_Neves a 01.10.2016 às 23:50

Para reforçar o ponto 2, foram os sócios quem aprovaram a venda de património. Sempre os sócios.

De José a 02.10.2016 às 03:46

2 - Os sócios aprovaram a venda de património sempre com base no argumento de vender património ou abrir falência http://anype.com/SURF/http://relvado.aeiou.pt/arquivo/primeira-pagina/soares-franco-avisa-que-pode-faltar-dinheiro-no-sporting

Como é óbvio os sócios aprovaram, pois foi feita chantagem da mais baixa possível.

5 - Foram levados ao colo pelas arbitragens e jogavam sem pressão, pois sabiam que mais cedo ou mais tarde iam marcar golo. O tricampeão com o plantel mais fraco de sempre (veja-se o sanches na alemanha). Para mim não se pode chamar de sorte

De Fake_Neves a 02.10.2016 às 09:59

2- E quem te garante que não faltaria mesmo? Depois de tantas suspeitas e consequentes auditorias, este foi mais um caso em que a montanha pariu um rato.
Chantagem propriamente dita, é fazer promessas falsas num tempo em que os sportinguistas estão desolados com os resultados desportivos. E nós sabemos quem as fez...

5- No segundo ano teria sido o Porto do Lopetegui o campeão. Disso não tenho dúvidas.
A questão é que na prática, eles é que foram os tricampeões, e nós é que fomos sempre os campeões de pré-época. Têm que começar a dar mais luta, não é?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D