Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



510025086.jpg

O futebol português, a nível financeiro, não tem a força de outras Ligas. Somos de um campeonato em que formamos para vender, ou compramos barato para vender caro.

E esses jogadores têm essa noção. A noção que o campeonato português é apenas um passo para atingirem a qualidade e maturidade suficientes para darem o "salto".

 

No caso do Sporting, temos, no mínimo, 5 jogadores em condições de gerarem mais-valias financeiras. Casos de Rui Patrício, William Carvalho, Adrien Silva, João Mário, e Slimani.

 

Claro que vende-los todos seria suicídio a nível desportivo. Mas, como qualquer outro clube português, o Sporting precisa de vender.

 

Rui Patricio e Adrien são para manter, nem que seja pelo facto de serem os capitães.

Já William Carvalho, penso que ainda justifica a permanência por mais uma época, já que me parece que de certa forma, estagnou no seu processo de evolução, e sendo talvez a posição de trinco a mais importante num esquema táctico, tão cedo não conseguiríamos outro jogador com semelhante qualidade. Ainda pode evoluir mais um pouco e, posteriormente, ser vendido.

 

Agora, Slimani e João Mário, na minha opinião, deveriam ser vendidos.

 

Slimani custou 300 mil euros, já conta com 28 anos, e no futuro, não valerá muito mais. Tendo já cumpridas 3 épocas de leão ao peito, este seria o momento de o deixar partir para outros desafios...

Já João Mário, um jogador da formação, penso que é indiscutivelmente o melhor jogador da equipa. Já jogou 2 épocas na equipa principal do Sporting, e o clube não está em condições de recusar propostas entre os 40 e os 50 milhões de euros. Até porque, por variadíssimas razões, há a possibilidade do jogador se desvalorizar.

 

O Sporting ficaria mais fraco sem esses 2 jogadores? Penso que não. O fundamental é o treinador dar continuidade aos processos que já vinham da época passada, e com uma inteligente ida ao mercado, e com um treinador tão bem pago, penso que não seria por ai...

 

A questão é que uma parte significativa das vendas, são obrigatoriamente para abater divida com entidades bancárias.

 

Mas, se Bruno de Carvalho tivesse cumprido com as suas promessas eleitorais, teria sobrado mais dinheiro para abordar o mercado de outra forma ao longo destes 3 anos...

Já nem vou pela questão dos investidores que nunca existiram...

 

Fico-me somente pelas tais "contratações cirúrgicas". De momento, já passamos a barreira dos 100 jogadores contratados nos últimos 3 anos! É notável!

 

Quantos "pongoles" não cabem no meio de tanto "entulho" contratado, e com pouca ou nenhuma valorização?

Quem não leu, recomendo a leitura deste post do blog Camarote Leonino, para que tenha uma noção do que estou a falar.

 

Agora, arriscamo-nos a ficar com jogadores contrariados dentro do plantel, e com o risco de não obter o devido retorno financeiro. 

 

Bruno de Carvalho não está interessado no longo-prazo. Está interessado no curto-prazo.

Um curto-prazo que lhe pode valer a reeleição e a consequente manutenção do emprego, caso a equipa mantenha mais ou menos o mesmo nivel da época passada. Na falta de um verdadeiro projecto para o Sporting, Bruno de Carvalho não olhará a meios, e jogará, como sempre, com as aparências.

Porque uma equipa pode ser a melhor do mundo, mas um presidente, na minha opinião, tem que ser avaliado somente pelo seu projecto, que passa também, pelo médio\longo prazo.

De que vale jogarmos tudo numa só época, se não haver uma estrutura consolidada para os anos seguintes?

 

O facto do Sporting pagar 6 milhões\ano a um treinador, e consequentemente ter disparado a massa salarial; numa época em que não conseguimos a Champions, perdemos com a Doyen e empurramos as VMOCS com a barriga; mas, ter a coragem de afirmar que em Janeiro recusou 80 milhões por um jogador, é a prova que Bruno de Carvalho quer contrariar a realidade, e preparar o subconsciente dos sócios e adeptos: que o Sporting não precisa de vender. O que é uma mentira!

 

Mais uma evidência que Bruno de Carvalho não está no Sporting a bem. E lá mais para a frente, se este tipo de gestão virada para o populismo continuar, o Sporting pagará uma enorme factura. Restará saber é onde Bruno de Carvalho estará... 

 

Ah, e foi o próprio Bruno de Carvalho quem apelou aos sócios, em plena Assembleia-Geral, para não o deixarem cair...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

hernan-barcos-lamentando-sporting-efe-715.jpg

Ainda no decorrer do campeonato, faltando 5 Jornadas para concluir a prova, escrevi um artigo a questionar a troca Montero\Barcos.

 

Nesse artigo, realcei a importância de Montero nas épocas em que jogou de Leão ao peito; e fundamentalmente, no decorrer da época passada, em que com seus golos e assistências, saindo do banco, contribuiu directamente em 8 pontos.

 

Como também não fiz esquecer a célebre capa do Correio da Manhã, em que deu a entender, que alguém lucrou 2 milhões de euros com esse negócio. Um assunto que Bruno de Carvalho despachou para o facebook, mas que na prática, nada explicou. E ainda hoje está por explicar...

 

Quando se processam alguns sócios, para que o "todo" tenha rédea curta, estranho que Bruno de Carvalho não tenha tido uma posição mais firme perante essa capa de jornal. Ou será que há algo difícil de explicar?...

 

Uma coisa é certa: a importância de Montero estava à vista de todos, como também era sabido, que trocar Montero por Barcos em Janeiro, seria um tiro no escuro, tendo em conta, que o jogador vinha de uma longa paragem no campeonato chinês, e que já não é propriamente jovem...

 

Estaria o Sporting com alguns problemas financeiros a resolver no imediato? Se confiarmos na palavra de Bruno de Carvalho, não, não foi por ai...

Afinal, saiu da sua própria boca, que "o Sporting tem uma dupla almofada", e que nesse mesmo mês de Janeiro, se deu ao luxo de recusar 80 milhões a pronto por um jogador...

 

Portanto, ainda menos se compreende esse negócio Montero\Barcos.

 

Nunca saberemos se Montero nos teria dado aqueles 2 pontinhos contra o Rio-Ave, Guimarães e Benfica, de forma a conquistarmos o titulo. Mas, Barcos também não foi capaz de o fazer.

 

Barcos não marcou um único golo, e hoje, não faz parte dos planos de Jorge Jesus para a presente época. E agora, nem Barcos, nem Montero. 

 

Mas uma coisa é certa: não foi o clube e a equipa de Jorge Jesus quem ficou a ganhar com este negócio. E enquanto quem de direito, não pôr tudo em pratos limpos e esclarecer as suas constantes "trocas e baldrocas", será normal que se dê azo a todo o tipo de especulação acerca da credibilidade de quem hoje preside o Sporting Clube de Portugal.

 

Mas, o que interessa reflectir e questionar tudo isto? Afinal, o Sporting é nosso, e eles, até tremem!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

... das coisas tristes e feias dos últimos dias. Da minha parte terão a devida resposta, mas não agora, porque não é o momento ideal para tal...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D