Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Slimani raspadinha.jpg

Lá estou eu a ser do contra e a remar contra a maré. Mas, tendo em conta as mais de 100 contratações (cirúrgicas?) da era Azevedo, não se poderá dizer que a venda de Slimani é como uma raspadinha?

 

Eu quando saio é raro não comprar uma ou outra raspadinha. Umas vezes de 1€, 2€, 3€, ou no máximo 5€. Isto, já há alguns anos.

De certa forma é um vicio. Um mau vicio, admito.

 

Já Bruno de Carvalho, aquando da campanha-eleitoral, prometeu que a base da equipa seria a formação, e que a contratar jogadores, só se fossem mais valias claras, apelidando-os de "contratações cirúrgicas".

 

Mas, se eu tenho o mau vicio das raspadinhas, parece que Bruno de Carvalho tem o vicio de contratar jogadores. O termo "cirúrgico" afinal, foi uma grande treta.

 

Através deste artigo [abrir o link a verde] se constata o efectivo vicio de Bruno de Carvalho.

 

E por falar em vicio, lembro-me que Bruno de Carvalho no célebre programa norte-coreano A Hora do Presidente, afirmou que os fundos e tudo o que os envolve são como as drogas: criam dependência [abrir o link a verde].

 

E, lá vou eu mais uma vez insistir com dois artigos já por mim publicados, que denunciam todas as contradições acerca do que tem sido o discurso de Bruno de Carvalho, que envolvem contratações, fundos, agentes, empresários e comissionistas.

O artigo Afinal era tudo treta e o artigo Afinal era tudo treta - parte II [abrir o link a verde].

 

O vicio de Bruno de Carvalho aparenta ser muito envolto em tentativas de o camuflar a todo o custo. Nada que uma boa auditoria não nos possa esclarecer relativamente ao porquê desse vicio - não acham?

 

Bem, já eu, o máximo que ganhei nas raspadinhas foram 200€, que duvido que tenham sequer compensado o que desde há anos fui gastando e continuei a gastar em novas tentativas.

 

No caso de Bruno de Carvalho, acredito que a raspadinha Slimani possa continuar a camuflar algo que precisa de ser esclarecido. Até porque, se a "raspadinha" Slimani compensa as restantes despesas em contratações e ordenados de dezenas e dezenas de flops, até acaba por ser o menos importante.

 

PS: João Mário tem muitos mais anos de casa do que própriamente Bruno de Carvalho. Só para que fique desde já claro.

 

PS2: E eles lá continuam a querer desviar atenções de questões pertinentes falando dos outros. Até quando, Zé Quintela?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

De José a 02.09.2016 às 11:08

Foi pena os dirigentes que nos levaram à ruína financeira não jogarem nas raspadinhas

De Jacó a 02.09.2016 às 11:40

E já não estamos na ruína financeira?

De comentador desportivo a 02.09.2016 às 12:22

Eh,eheh

De Jacó a 02.09.2016 às 12:29

Temos que ir apertando com eles aos poucos...

Agora vamos ver se o nosso amigo José diz alguma coisa.

De comentador desportivo a 02.09.2016 às 12:44

Foi pedir "documentação á sede".

Também cheguei a fazer isso com esta gente, eram os maiores quando falavam, em falências, roubos, fundos, projectos, gestão danosa, etc, isto é, quando se entretiam a lançar suspeições.
Quando depois eram confrontados, desapareciam, isto é, ficavam as suspeições no ar, que é esse o objetivo.

Uma vez com um dos que se achava expert em gestão e finanças, não sei se não era o badocha,consegui ainda trocar alguns comentários, mas quando a coisa "começou a piar mais fino",ficou sem argumentação e começou a fugir ao assunto, e a tentar encontrar escapatórias, e como de costume, teve que meter a viola no saco.

De Jacó a 02.09.2016 às 12:48

Chega a um ponto que eles dizem: "tu perdeste o tacho", "querias era o Godinho", etc. De fazer inveja ao Jorge Máximo ou ao adepto possuído!

De comentador desportivo a 02.09.2016 às 12:59

O disco é sempre o mesmo á vários anos

De comentador desportivo a 02.09.2016 às 12:30

Nós sabemos bem quem é o especialista em ruínas financeiras.
Se tivesses um bocadinho de tino nem tocavas nesse assunto.

E continuado no nível de comédia, deve ter sido os fundos e as empresas do nalgas que injectaram lá dinheiro, para retirar o clube do que vocês chamam de "ruína financeira."

De comentador desportivo a 02.09.2016 às 12:56

"O editorial da edição publicada esta sexta-feira reforça que o Sporting faz da "transparência""

Vir falar em transparência, inquina logo o resto da propaganda, nem posso chamar a isto artigo ou o quer que seja, é propaganda pura para entreter vascos, e para justificar o tacho.

E como diz e bem, o circo continua.

De Jacó a 02.09.2016 às 13:00

A transparência não se apregoa da boca para fora. Demonstra-se, simplesmente.

Só este artigo envolve vários artigos com questões que deveriam ser esclarecidas.

De Anónimo a 03.09.2016 às 13:29

Caro Amigo

Muito bom post.

"Não se poderá dizer que a venda de Slimani é como uma raspadinha?"

Claro que se pode, basta relembrar as outras vendas que foram um fiasco para o clube, com jogadores a serem quase oferecidos.

De Jacó a 03.09.2016 às 15:41

Onde eu pretendi chegar com este artigo foi precisamente ao último parágrafo:
"No caso de Bruno de Carvalho, acredito que a raspadinha Slimani possa continuar a camuflar algo que precisa de ser esclarecido. Até porque, se a "raspadinha" Slimani compensa as restantes despesas em contratações e ordenados de dezenas e dezenas de flops, até acaba por ser o menos importante."

Porquê tanta contratação??? Há dinheiro debaixo do tapete? Eu gostava de ver esta dúvida esclarecida com uma auditoria. Uma auditoria que de preferência, fosse paga pela oposição (os notáveis que se cheguem à frente).

De comentador desportivo a 03.09.2016 às 18:57

Caro Amigo, sim, eu percebi a sua ideia.

Penso que essa auditoria só poderá ser feita depois desta gente sair.

Não há propaganda que consiga justificar tanta contratação.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D