Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Slimani raspadinha.jpg

Lá estou eu a ser do contra e a remar contra a maré. Mas, tendo em conta as mais de 100 contratações (cirúrgicas?) da era Azevedo, não se poderá dizer que a venda de Slimani é como uma raspadinha?

 

Eu quando saio é raro não comprar uma ou outra raspadinha. Umas vezes de 1€, 2€, 3€, ou no máximo 5€. Isto, já há alguns anos.

De certa forma é um vicio. Um mau vicio, admito.

 

Já Bruno de Carvalho, aquando da campanha-eleitoral, prometeu que a base da equipa seria a formação, e que a contratar jogadores, só se fossem mais valias claras, apelidando-os de "contratações cirúrgicas".

 

Mas, se eu tenho o mau vicio das raspadinhas, parece que Bruno de Carvalho tem o vicio de contratar jogadores. O termo "cirúrgico" afinal, foi uma grande treta.

 

Através deste artigo [abrir o link a verde] se constata o efectivo vicio de Bruno de Carvalho.

 

E por falar em vicio, lembro-me que Bruno de Carvalho no célebre programa norte-coreano A Hora do Presidente, afirmou que os fundos e tudo o que os envolve são como as drogas: criam dependência [abrir o link a verde].

 

E, lá vou eu mais uma vez insistir com dois artigos já por mim publicados, que denunciam todas as contradições acerca do que tem sido o discurso de Bruno de Carvalho, que envolvem contratações, fundos, agentes, empresários e comissionistas.

O artigo Afinal era tudo treta e o artigo Afinal era tudo treta - parte II [abrir o link a verde].

 

O vicio de Bruno de Carvalho aparenta ser muito envolto em tentativas de o camuflar a todo o custo. Nada que uma boa auditoria não nos possa esclarecer relativamente ao porquê desse vicio - não acham?

 

Bem, já eu, o máximo que ganhei nas raspadinhas foram 200€, que duvido que tenham sequer compensado o que desde há anos fui gastando e continuei a gastar em novas tentativas.

 

No caso de Bruno de Carvalho, acredito que a raspadinha Slimani possa continuar a camuflar algo que precisa de ser esclarecido. Até porque, se a "raspadinha" Slimani compensa as restantes despesas em contratações e ordenados de dezenas e dezenas de flops, até acaba por ser o menos importante.

 

PS: João Mário tem muitos mais anos de casa do que própriamente Bruno de Carvalho. Só para que fique desde já claro.

 

PS2: E eles lá continuam a querer desviar atenções de questões pertinentes falando dos outros. Até quando, Zé Quintela?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

img_770x433$2015_05_22_05_30_00_964814.jpg

Antes de tudo, peço que o leitor leia o post Afinal era tudo treta. Nesse post, abordei todas as falácias e contradições do discurso de Bruno de Carvalho acerca dos fundos, dos agentes, das comissões, etc.

Se já leu o Afinal era tudo treta, vamos então dar seguimento:

 

Na campanha eleitoral de 2013, uma das promessas para o futebol do Sporting, era que a base da equipa seria a formação, e que a contratar jogadores, essas aquisições seriam meramente cirúrgicas. Os tais jogadores experientes que entrem de caras no onze.

Isto está no programa eleitoral de Bruno de Carvalho. É só uma questão de pesquisarem.

 

E quando Bruno de Carvalho assumiu a presidencia, na prática, o que aconteceu? Trouxe Augusto Inácio para o Sporting, e com a sua colaboração e cumplicidade, desbarataram milhões em dezenas e dezenas de pérolas ao nível de Ivan Piris, Mauricio, Vítor Silva, Gérson Magrão, Héldon, Shikabala, Rabia, Rossel, Slavchev, Tanaka, Sacko, Gauld, Enoh, André Geraldes, Everton Gonçalves, Hugo Sousa, Matias Perez, Welder, Sarr, Dramé, Gazela, King, ou Sambinha.

Jogadores que nada evoluiram até ao momento. Ryan Gauld e Bruno Paulista até já assumem publicamente que de certa forma foram enganados.

 

Como referi, durante 2 anos contrataram-se jogadores daquela "qualidade". Leonardo Jardim e Marco Silva não tiveram sequer direito a dar uma opinião.

E a maior prova disso, é a conferencia de imprensa de Dezembro de 2014, em que Bruno de Carvalho passa o recado a Marco Silva, de que os reforços de inverno seriam precisamente os Slavchevs, os Rabias, os Gaulds, os Sackos, etc... Autenticas nulidades como jogadores, e que mais tarde, Jorge Jesus desprezou completamente.

 

E por falar em Jorge Jesus. Como Jorge Jesus não é um treinador em inicio de carreira e de baixo-perfil, naturalmente que com ele as "brincadeiras" acabariam.

Augusto Inácio foi imediatamente afastado de Alcochete!

 

Augusto Inácio esse, com algum passado como treinador, e que foi até campeão pelo Sporting em 1999-2000. Em vez de sair do Sporting e dar continuidade à sua carreira de treinador, preferiu continuar em Alvalade como relações-internacionais, quando nem inglês sabe falar...

O que prende Augusto Inácio a Bruno de Carvalho, ou vice-versa?

 

É também em Augusto Inácio que mais uma vez, Bruno de Carvalho entra em nova contradição. Relembro que Bruno de Carvalho criticava os fundos, os empresários, e inclusive os comissionistas.

 

Vocês sabiam que Augusto Inácio foi treinador de um clube romeno chamado Vaslui? Sabem o disse o director-geral do Vaslui na hora em que Augusto Inácio foi de lá corrido?

 

Ora recordemos este comunicado de 2012:

« O Vaslui respondeu aos comentários do treinador Augusto Inácio, proferidos após ter sido despedido recentemente do emblema romeno. O diretor-geral do Vaslui, Daniel Stanciu, concentrou a resposta em comunicado, enviado para A BOLA.

 

"As declarações públicas de Augusto Inácio foram uma surpresa para mim. Com todo o respeito pelo futebol português e as pessoas que trabalham na área, as suas opiniões são uma má publicidade para todos os treinadores, não apenas na Roménia, mas em toda a Europa. Devo mencionar que em cinco meses em que trabalhou no Vaslui, ganhou muito mais do que Vítor Pereira numa temporada inteira no FC Porto, apesar de não ter o mesmo sucesso, nem ter conquistado qualquer troféu, embora estivesse ao comando de uma forte equipa e com forte apoio financeiro", aponta aquele responsável do Vaslui, especificando:

 

"Augusto Inácio desviou-se da atividade de treinador, mas revelou-se um agente de jogadores excecional. Ficou aborrecido por nos termos oposto à transferência de alguns jogadores da 2.ª Liga de Portugal, que custariam ao clube centenas de milhar de euros, ou de atletas livres, dos quais os seus agentes pediam comissões exorbitantes. Transferimos jogadores que ele pediu, mas não pelo valor proposto, dos quais os emails de negociação servem de prova. Daquilo que tomamos conhecimento pelas pessoas envolvidas, ele definia os preços e, também, estabeleceu os cortes nos ganhos."

 

Relativamente a este tema, Daniel Stanciu recorda um episódio:

 

"É bem conhecido um incidente num hotel do Porto, quando ele e um agente português tiveram uma acesa discussão, testemunhada pelo agente de jogadores Gaspar [Freire], pelo antigo futebolista Ioan Timofte e o presidente da Olhanense. Haveria muitas mais coisas a dizer, mas tenho algum pudor em referi-las." »

 

 

Bruno de Carvalho que entrou no Sporting com um passado empresarial que ainda hoje pouco ou nada se conhece. Do pouco que se conhece, conclui-se que não passou de um aventureiro com a mania que era empresário. Em 2011 o Correio da Manhã chegou a escrever isto.

Não surpreende assim, que Bruno de Carvalho queira ter o poder absuluto no Sporting querendo-se perpeturar no poder, sentido até a necessidade de perseguir anos e anos de dirigismo do Sporting com autenticas falácias inventadas por ele próprio, e também com uma obcessão doentia pelo facebook, chegando a processar sócios e a fazer dessa plantaforma o alvo dos seus longos monólogos nas Assembleias-Gerais.

 

Quanto a Augusto Inácio, faz pela vida. É público que a sua vida não está fácil , e é assim um "cão de fila" de Bruno de Carvalho. O mesmo Inácio que apregoa que defende o Sporting no programa Play-Off da SIC, mas que em 2010, numa entrevista ao Correio da Manhã, afirmou que o Sporting não era o seu clube e que não teria qualquer problema em trabalhar no Benfica ou no FC Porto.

 

 

PS: Com este artigo não estou a afirmar nada de concreto. Mas é por demais evidente a falta de transparencia, e até de respeito, desta actual administração. Se calhar se formos campeões, poucos serão os que quererão saber disto, e se calhar até nem se irão importar que esta falta de transparencia e de respeito perante todos nós continue. O futebol é mesmo assim, e pelo que tenho visto, no Sporting não é muito diferente. Mas acho que para o Sporting ser cada vez maior e melhor, não precisa de falsos salvadores, que na prática estão a enriquecer à custa do Sporting, e que ainda se acham no direito de mandar em todos nós. Temos que ser nós próprios a defender o que é nosso, e a chamar até nós o protagonismo das vitórias, porque os que lá estão a trabalhar, estão lá precisamente para isso.

Ver gente que idolátra deuses de pé-descalço, e que por vezes dão a sensação que confundem o clube com essas personagens, a mim ofendem-me no meu sportinguismo. E é isso que me custa.

 

PS2: Post que dedico a este pobre rapaz:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

thumbs_web_sapo_io.jpg

Quando Bruno de Carvalho "aterrou de pára-quedas" no futebol português, desde logo tentou passar uma imagem de "revolucionário". Quase de imediato, cortou relações com o FC Porto, e com o passar do tempo, incompatibilizou-se com tudo o que são clubes e instituições do futebol.

Tudo isto com aquele propósito de tentar passar aos sportinguistas a imagem de uma suposta "liderança-forte". Somente isso. É essa a conclusão a que chego, já que a realidade tem chocado de frente com a alegada luta pela transparência.

 

Vejamos:

Bruno de Carvalho criticava os antigos dirigentes por pagarem comissões a agentes.

Hoje paga-se 1,3 milhões de euros de comissão ao empresário Costa Aguiar pela transferência de Bruno César a custo 0, como já se tinha pago comissões por Aquilani e Teo.

Costa Aguiar, que passou das carnes para o futebol. Talvez se deva ao empreendedorismo de Bruno de Carvalho em promover baixos\médios empresários... Quero acreditar que é isso.

 

Bruno de Carvalho promoveu uma luta contra os fundos, porque alegava haver dinheiro sujo que não se sabia qual era a sua origem. O curioso, é que nunca nos chegou a explicar a origem do dinheiro que prometeu dos fundos russos e dos fundos americanos...

E qual a origem do dinheiro do Mosquito? O Recretivo de Caála já dá mais garantias de transparência?

 

Há umas semanas atrás, o Correio da Manhã falou em 2 milhões mistério relacionados com a trânsferencia de Montero.

Bruno de Carvalho teve a oportunidade de se explicar perante as câmaras da Sporttv, mas preferiu despachar o assunto para o facebook. No texto que escreveu, nada explicou. Somente se vitimizou.

É curioso que uma personalidade que processa antigos dirigentes, sócios, jornalistas, e até comentadores; não tenha colocado um processo ao Correio da Manhã...

 

Assim como é curioso que Bruno de Carvalho tenha afirmado que os autores do Leaks seriam todos presos. Os tais que denunciaram quase todas as suas contradições. E na volta, ainda foi "gozado"...

 

Hum... hum.....

 

AFINAL ERA TUDO TRETA - PARTE II

 

 

PS: Post que dedico a este pobre rapaz:

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

inaciobrunodecarvalho22134023.jpg

... aproveito para recordar o artigo AFINAL ERA TUDO TRETA - PARTE II [clicar no link a verde para abrir]. 

 

Nesse artigo, conclui um trabalho de pesquisa, em que denunciei todas as contradições em que Bruno de Carvalho e Augusto Inácio se deixaram envolver, entre o que prometeram e foram dizendo ao longo do tempo, e o que na prática se fez.

 

Essas contradições, estão ainda por explicar, e enquanto não o forem, haverá legitimidade para duvidar da seriedade-intelectual de quem hoje dirige os destinos do Sporting Clube de Portugal.

 

Hoje, no "novo Sporting", escrever um comunicado para transmitir aos adeptos que Augusto Inácio defenderá os interesses do Sporting e da verdade-desportiva num programa de TV, não o fazendo enquanto dirigente, aparenta ser normal! Eu não o acho.

 

Acho que só vem reforçar uma questão que coloquei no tal artigo que peço ao leitor para reler: o que prende Augusto Inácio a Bruno de Carvalho, ou vice-versa?

 

Não seria até mais inteligente por parte de quem elaborou esse comunicado, escrever simplesmente que Augusto Inácio abandonaria as relações-internacionais?

 

Significa que continuará ao serviço do Sporting como "paineleiro"?!? Assim, não haverá dúvidas legitimas sobre a eventualidade de haver dinheiro debaixo do tapete?

 

Até porque, sportinguista de verdade, é algo que Augusto Inácio não é, como ele próprio o admitiu há uns anos atrás [podem recordar essas declarações no tal artigo que peço para reler].

 

Sim, Augusto Inácio continuará em campanha-eleitoral a favor de Bruno de Carvalho, e os interesses do Sporting, como temos constatado, será o menos importante para eles!...

 

Não se passa nada, Inácio?!? Pois eu acho que se passa algo... Nada que uma auditoria bem escrutinada não esclareça! Até lá, façam pela vida, que mais não é do que tentar fazer dos sportinguistas de "carneiros"!

Até um dia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

13781974_884403488330712_1153835956515316248_n.jpg

2013 (25)
Diogo Sousa, Jefferson, Mama Baldé, Tiago Palancha, Paulo Lima, Islam Slimani, Ronaldo Tavares, Everton Tiziu, Heldon, Tiago Djaló, Samba, Salim Cissé, Maurício, Vítor Silva, Gérson Magrão, Matías Pérez, Hugo Sousa, Janilson Fernandes, Welder, Lewis Enoh, Shikabala, Al Hassan Lamin, André Serra, Fredy Montero, Ousmane Dramé

2014 (36)
Paulo Oliveira, Ivanildo Fernandes, Aya Diouf, Paulo Borges, Zhang Lingfeng, David Tavares, Rúben Varela, Luís Elói, Gil Santos, Jovane Cabral, Bernardo Moura, Oriol Rosell, Jonathan Silva, Hadi Sacko, Ryan Gauld, André Geraldes, Simeon Slavchev, Junya Tanaka, Rafa Benevides, Olávio Gomes, Diogo Barbosa, José Correia, Abou Touré, Abdoulaye Dialló, Ever Peralta, Bruno Pais, Bruno Wilson, Khadime Ndiaye, Nani, Naby Sarr, Ramy Rabia, Jorge Santos, Sérgio Santos, Muhamed Djamanca, Luis Caicedo, Jorge Silva

2015 (21)
Azbe Jug, João Pereira, Ewerton, Naldo, Schelotto, Marvin Zeegelaar, João Coelho, João Pedro Ricciulli, Alberto Aquilani, Bruno Paulista, Bruno César, Murilo de Souza, Teófilo Gutiérrez, Bryan Ruiz, Gabriel Pajé, Zé Pedro Oliveira, Bruno Fernandes, Sérgio Félix, Sarbini Martunis, Michaël Ciani, Francisco Sousa

2016 (19)
Sebastián Coates, Tomás Rukas, Hernán Barcos, Betinho, Jefferson Encada, Neymar Canhembe, Lukas Spalvis, Alan Ruiz, Federico Ruiz, Radosav Petrović, Diogo Nunes, Eduardo Pinheiro, Ricardo Guimarães, Fidel Escobar, David Sualehe, Diogo , odrigues
Pedro Marques, Leonardo Ruiz, Budag Nasyrov

 

E tudo se torna mais estranho, devido às recorrentes contradições e incoerências que estão por explicar por parte do próprio Bruno de Carvalho.

Como podem constatar através destes 2 artigos:

 

AFINAL ERA TUDO TRETA

AFINAL ERA TUDO TRETA - PARTE II

 

Enfim, tudo tão ridículo, que até faz lembrar os 101 dálmatas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

image.jpg

O golo do Slimani foi fora-de-jogo. Acho que isso é claro.

Era um lance fácil de analisar no momento? Talvez não. E na dúvida, as regras da FIFA indicam que o árbitro deve deixar proseguir o lance. Quando houver video-árbitro, não haverá erros deste género para ninguém.

 

Bastava que os dirigentes do Sporting dissessem algo como isto, e passariamos uma imagem de credibilidade, e abriamos um precedente. O precedente de que os outros clubes também teriam que admitir quando são beneficiados com lances do género.

 

E o que aconteceu? Bruno de Carvalho queixou-se das imagens televisivas, e Augusto Inácio afirmou que o Sporting estaria na frente do campeonato com o video-árbitro.

Ou seja, tornamo-nos iguais ao Benfica de Luís Filipe Vieira, que chegou a assinar petições pela verdade-desportiva e entregar DVD`s no Ministério da Administração Interna, mas actualmente, tudo está bem no futebol-português - quando na verdade não o está.

 

Bruno de Carvalho demonstra mais uma vez que tudo o que diz ou faz não é com sinceridade. São somente jogadas politicas que caiem bem perante as massas, mas na prática, ele quer é "mama" como os outros. E quando digo "mama", é em todas as vertentes.

 

O congresso internacional do Futuro do Futebol, é somente um local de palco onde Bruno de Carvalho aproveita para tentar passar uma imagem de politicamente-correcto, de modernidade, e de visionário.

Afinal, estamos em campanha eleitoral.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D