Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Durante 2 anos Bruno de Carvalho iludiu os sócios e os adeptos com conversa da treta! O especialista a falir empresas de chão-flutuante tinha soluções para tudo!

 

Eram os fundos russos... eram os fundos americanos... eram os moçambicanos... eram os 15 a 20 milhões que entrariam mal fosse eleito... Não havia impossíveis!

 

E na prática o que aconteceu? Bruno de Carvalho, melhor dizendo, Azevedo de Carvalho, não tinha nada. Nada! Este artigo com as declarações de Carlos Barbosa provam isso mesmo.

 

Mas mais "engraçade" do que isto, são as declarações de Aguiar de Matos. Ora abram lá o link e ouçam.

 

De lá para cá o que mudou para Azevedo de Carvalho e José Maria Ricciardi serem tão amigos, ao ponto do banqueiro estar na comissão de honra de Azevedo de Carvalho?

 

Ora, como espertalhão que é, Azevedo de Carvalho foi-se adaptando às circunstâncias. Para subir na vida, naquele momento, deu-lhe jeito um determinado discurso. Hoje, para não o deixarem cair, já lhe dá jeito colar-se ao "sistema" que Aguiar de Matos (e quem diz este diz outros apoiantes e o próprio Azevedo) tanto criticou!

 

 

Azevedo de Carvalho após conseguir o que queria, só teve que se adaptar aos novos tempos. 

 

Não cumpriu com as promessas, e como Pedro Paiva dos Santos explica aqui e muito bem, a reestruturação-financeira nunca foi mérito de Bruno de Carvalho! Ele só teve que aproveitar o que já estava feito.

 

E se Pedro Paiva dos Santos não tem credibilidade, então não se esqueçam que é o mesmo Paiva dos Santos que queria (e quer) pagar uma auditoria à gestão de Azevedo de Carvalho, e até hoje, ainda não houve resposta!

 

Caros consócios, depois de sócios terem sido processados; depois de nos terem chamado de "ratos", "híbridos", "espertinguistas", "croquettes", etc etc; o que mais será preciso para todos nós perceberemos que fomos e temos sido enganados por alguém que vale "BOLA"??!!

 

Vamos lá ganhar decência e sobretudo juízo. Está em causa um grande clube português e da Europa! Percebamos isso!

 

 

NOTA: Carreguem nos links a verde para perceberem tudo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

19470432_otZS8.jpeg

Para eu aqui afirmar que o projecto de Bruno de Carvalho foi e revelou-se uma grande MENTIRA, é necessário relembrar o que foi prometido, e o que posteriormente foi cumprido. 

Relembrar o que foi prometido na área da comunicação e da relação com os sócios, na área financeira, e na área do futebol.

 

Este meu trabalho está dividido em 3 partes, em artigos já por mim publicados. Cada uma das partes contém cada vertente, e basta clicar no link a verde mais abaixo:

 

- Comunicação e relação com os sócios

- Gestão financeira

- Gestão do futebol

 

 

Pode-se assim concluir, que Bruno de Carvalho, com um passado pouco ou nada conhecido, com um currículo muito, mas muito fraco; contou uma mentira para si próprio, e para todos os que gostam do Sporting.

 

Bruno de Carvalho alimentou-se da mentira e da falácia para chegar à sua cadeira de sonho. Tendo cometido o "pecado original", teria que continuar ao longo dos anos a alimentar-se da mentira e da falácia, tentando instalar no Sporting uma religião com regras muito próprias, em que ele é o Deus-Sol; numa tentativa de camuflar o seu "pecado". Ou seja, camuflar toda a sua hipocrisia e oportunismo.

 

E não há nada nem ninguém que se consiga basear na mentira. Pelo menos em sociedades e instituições civilizadas.

E creio que os sportinguistas vão muito a tempo de deixarem de compactuar com a mentira, com a falácia, com a hipocrisia, com o oportunismo, com a má-educação, com a demagogia, etc.

 

A não ser que se revejam no célebre "não me deixem cair". Declaração proferida por Bruno de Carvalho na Assembleia-Geral de Setembro de 2015.

 

E se não quisermos todos perceber que o Sporting nunca será livre e independente com o actual paradigma, no futuro, também não nos poderemos queixar. Por uma questão de uma verdadeira cultura de exigência e de orgulho próprio, isto não poderá continuar!

 

Porque o único projecto que Bruno de Carvalho tem para o Sporting, é o seu próprio projecto. E esse projecto passa por ir empurrando os problemas com a barriga, ou quanto muito... para os tribunais!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cirurgia?

21.09.16

contratações.jpeg

Na campanha-eleitoral, Bruno de Carvalho prometeu relativamente à entrada de jogadores, que a contratar, teriam que ser mais valias claras, e que a base seriam os jogadores da formação.

Tudo mentira, e já especificado neste artigo!

 

 

Relativamente ao papel do treinador, o programa-eleitoral dizia o seguinte:

 

«Quanto à sua equipa de futebol profissional, o Clube tem que inverter completamente a lógica organizativa e a visão que tem da estrutura que dirige o futebol. É o clube que tem que criar uma estrutura que governe o futebol, FUTEBOL E ACADEMIA bem alicerçada, competente, com práticas estabelecidas. Quem chega – treinador, equipa técnica, jogadores ou outros elementos ligados ao futebol – é que deve integrar-se nessa estrutura, nesses métodos e filosofia de trabalho. Para que isso aconteça é necessário que essa estrutura seja absolutamente irrepreensível, responsável, solidária, leal e coloque sempre em primeiro lugar os superiores interesses do Clube.

O treinador deverá ser sempre escolhido tendo em atenção a sua adaptação à filosofia do clube, nomeadamente tendo apetência pelo aproveitamento da excelente capacidade que o Sporting Clube de Portugal apresenta na formação de novos jogadores (infelizmente, raramente aproveitados como deveriam ser), com um perfil formador, boa capacidade de comunicação e experiência.

O treinador será mais uma peça de uma máquina que tem que funcionar em pleno, uma peça importante evidentemente, mas nunca um ser genial e providencial a quem se pede que resolva todos os problemas da equipa e, por vezes, até do próprio Clube

 

Este projecto, aparentemente, só resultou com Leonardo Jardim. Mais tarde houve incompatibilidades com Marco Silva. E actualmente, é Jorge Jesus a cabeça do projecto, e não o presidente.

Tema já especificado neste artigo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Devem ainda estar lembrados, que nas eleições de 2011, a grande bandeira da candidatura de Bruno de Carvalho foram os "famosos" fundos russos.

 

Passado 1 ano, em plena Assembleia-Geral, incentivou os sócios a chumbarem as propostas da então direcção, porque a solução estaria nos seus fundos russos e... americanos. Tudo somado, daria um investimento de 120 milhões de euros.

 

Passado mais 1 ano, desta feita em novas eleições, Bruno de Carvalho prometeu a poucos dias das eleições, que havia parceiros interessados a investir 15 a 20 milhões no imediato.

 

Tendo vencido as eleições e tendo tomado posse, o que constatamos aos fim de alguns dias? Que Bruno de Carvalho, afinal, nao tinha qualquer investidor, e foi a muito custo que lhe entregaram a reestruturação-financeira que já se tinha iniciado.

 

Recordemos através deste link, a célebre tarde de Abril em que a própria presidencia de Bruno de Carvalho esteve em risco.

 

Mais tarde, João Pedro Paiva dos Santos, acusou Bruno de Carvalho de querer tirar os louros de uma reestruturação-financeira que já existia. Aquilo que só um cego não quer ver...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por um sporting sem complexos.jpg

Este foi o lema da campanha-eleitoral de Bruno de Carvalho nas eleições de 2011. Não percebo que complexos vivia o clube, quando foi ele próprio quem mais complexos meteu na mente dos sportinguistas com as suas falácias já mais que conhecidas!

 

Passados 2 anos, novas eleições, e dava desde logo uma garantia relativamente à sua relação com os adeptos, como podem ver na imagem abaixo:

adeptos.jpgOra, na prática, o que vimos? Um presidente processar sócios do próprio clube a que preside, com advogados e restante despesa paga pelo próprio clube.

E se dúvidas houvessem, esse processos não deram em nada, e tiveram como único objectivo, intimidar a opinião dos sportinguistas.

Assunto já por mim especificado neste artigo. 

 

Mas se isto só por si já consegue ser mau, vejamos a seguinte imagem:

549829_364863586960454_254418156_n.jpg

Pena não se ter lembrado desta promessa eleitoral, quando, por exemplo:

- Proferiu termos como "trampa" e "belfodil"

- Armou peixerada com o Pedro Guerra

- Festejou sozinho a correr e a dar pontapés em garrafas de água no estádio nacional

- Ofendeu sócios nas Assembleias-Gerais

- Foi expulso do banco

- Em Alenquer "disparou" contra 50 anos de história do Sporting

- Despediu o Marco Silva (com tudo o que envolveu envolveu esse processo)

- Batia com o punho no peito numa vitória, mas se escondeu após a derrota com o SLB em Alvalade

- Fala mais do Benfica do que do Sporting

- Afirmou que esteve para dar um pontapé no rabo de um árbitro

- O foco de desacatos no pavilhão esteve nele próprio

- Afirmou em entrevista à RTP que o Sporting já não era conhecido a nível internacional antes de si

- Humilhou Manuel Fernandes na Sporting TV

 

 

Relativamente à auditoria de gestão, Bruno de Carvalho chegou a afirmar que não seria uma caça-às-bruxas. Todavia, não resisistiu, e deixou como sempre a dúvida no subconsciente dos sportinguistas, ao ter proferido o seguinte:

"Não entendo como em 1995 o Sporting era um clube muito rico em património e agora é pobre em património. Se calhar o Sporting é clube mais azarado do Mundo se tudo o que de mal lhe aconteceu foi azar".

 

Entretanto, Godinho Lopes foi expulso de sócio da forma miserável como nos lembramos, e mesmo assim, Bruno de Carvalho continua a alimentar o "complexo", desta feita com o tal tribunal-popular. Ou então, o tribunal-popular é somente para Bruno de Carvalho tentar sair de fininho, quando através das insinuações que foi lançando cá para fora, conseguiu tirar partido de uma massa associativa muito vulnerável face à tristeza que sentiam pelos resultados do futebol!...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D