Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Durante 2 anos Bruno de Carvalho iludiu os sócios e os adeptos com conversa da treta! O especialista a falir empresas de chão-flutuante tinha soluções para tudo!

 

Eram os fundos russos... eram os fundos americanos... eram os moçambicanos... eram os 15 a 20 milhões que entrariam mal fosse eleito... Não havia impossíveis!

 

E na prática o que aconteceu? Bruno de Carvalho, melhor dizendo, Azevedo de Carvalho, não tinha nada. Nada! Este artigo com as declarações de Carlos Barbosa provam isso mesmo.

 

Mas mais "engraçade" do que isto, são as declarações de Aguiar de Matos. Ora abram lá o link e ouçam.

 

De lá para cá o que mudou para Azevedo de Carvalho e José Maria Ricciardi serem tão amigos, ao ponto do banqueiro estar na comissão de honra de Azevedo de Carvalho?

 

Ora, como espertalhão que é, Azevedo de Carvalho foi-se adaptando às circunstâncias. Para subir na vida, naquele momento, deu-lhe jeito um determinado discurso. Hoje, para não o deixarem cair, já lhe dá jeito colar-se ao "sistema" que Aguiar de Matos (e quem diz este diz outros apoiantes e o próprio Azevedo) tanto criticou!

 

 

Azevedo de Carvalho após conseguir o que queria, só teve que se adaptar aos novos tempos. 

 

Não cumpriu com as promessas, e como Pedro Paiva dos Santos explica aqui e muito bem, a reestruturação-financeira nunca foi mérito de Bruno de Carvalho! Ele só teve que aproveitar o que já estava feito.

 

E se Pedro Paiva dos Santos não tem credibilidade, então não se esqueçam que é o mesmo Paiva dos Santos que queria (e quer) pagar uma auditoria à gestão de Azevedo de Carvalho, e até hoje, ainda não houve resposta!

 

Caros consócios, depois de sócios terem sido processados; depois de nos terem chamado de "ratos", "híbridos", "espertinguistas", "croquettes", etc etc; o que mais será preciso para todos nós perceberemos que fomos e temos sido enganados por alguém que vale "BOLA"??!!

 

Vamos lá ganhar decência e sobretudo juízo. Está em causa um grande clube português e da Europa! Percebamos isso!

 

 

NOTA: Carreguem nos links a verde para perceberem tudo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

fotojornalismo_15.jpg

Estive a rever na TV a deprimente recepção dos putos à equipa, e vi o presidente a ser abraçado por eles e com vénias de "Bruno, Bruno!..."

Fez-me lembrar esta imagem.

E o tempo é mestre.
Aliás, tem sido mestre. Muitos é que teimam em enxergar todas as mentiras, contradições e faltas de respeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

19423653_cLAyZ.png

Hoje na A Bola (8 de Abril), fomos presenteados com mais uma inenarrável prosa de Eduardo Barroso, bajulando o actual presidente do Sporting.

Se fosse um jovem incauto que facilmente se encontra numa qualquer rede social, dar-se-ia o desconto. Agora num homem inteligente (não fosse ele um dos melhores cirurgiões do mundo), já com uma certa idade, que vive o Sporting há décadas, confesso que me faz imensa confusão como se pode descer a um nível tão ridículo.

Não vou transcrever nada desse pedaço de prosa. É perder tempo - e eu perdi o meu.

Mas não resisto, e aproveito o momento para vos mostrar um vídeo de uma entrevista a Vale e Azevedo nos Donos da Bola em 1997, em que Eduardo Barroso era o "representante" do Sporting.

Eduardo Barroso criticou a forma de estar e os actos de gestão de Vale e Azevedo.

Através deste vídeo, desde logo se podem fazer várias analogias com o actual presidente do Sporting:

- Aquela pose de quem acha que convence os outros das suas atoardas.

- Promessas ao nível de contratar um Rui Costa (connosco foram os investidores russos e americanos).

- O rasgar contratos com outras entidades.

- O centralismo\presidencialismo, achando que ainda tem que reformular os estatutos para ter o poder total.

- Culpar todos os males do Benfica com os 10 anos anteriores, apelidando os anteriores dirigentes e o futebol português em geral, de muita irresponsabilidade.

- A vitimização perante a comunicação social.

 

Fora desta entrevista, ao longo dos anos, muitos outros episódios fazem lembrar o actual Sporting. Por exemplo:

- O afirmar que era o Salvador.

- A forma como quis despedir Manuel José por justa causa. 

13319996_10210054560308491_7550367683570985629_n.j

Assembleias-Gerais transmitidas em directo

- Apregoava que lutava contra o "sistema".

- O corte de relações e as constantes provocações aos presidentes de Sporting e FC Porto.

- Por vezes, comportava-se como um adepto. Numa vitória por 1-4 em Alvalade, ao lado de José Roquette, a cada golo, levantava-se e festejava de forma eufórica, demonstrando falta de respeito e pouco sentido institucional.

Num outro jogo contra o Sporting em Alvalade, assistiu ao jogo no meio da claque do Benfica, festejando eufóricamente os golos do seu clube.

- O colocar-se à margem dos 7-0 em Vigo, obrigando todo o plantel, através do capitão João Pinto, a pedir desculpa aos benfiquistas numa conferencia de imprensa (ainda não havia facebook para pôr em causa o profissionalismo dos jogadores).

- Deixou o João Pinto sair para o Sporting a custo zero, por incompatibilidades (Carrillo).

 

Estas personalidades, por vezes, surgem na política como no futebol. Surgem sempre após momentos de crise, e os espertalhões aproveitam a oportunidade, já que o país ou a instituição estão vulneráveis a ouvirem as atoardas do primeiro aventureiro que surgir. Foi assim com o Benfica de Vale e Azevedo, foi assim como este Sporting, como foi em muitos outros casos da história da política.

 

Personalidades que se agarram ao poder e que tentam viver à custa do cargo, seja para conseguir dinheiro ou estatuto social. A sua politica visa sobretudo a reeleição, e não o diálogo aberto e saudável sobre o que poderá melhor servir os interesses da instituição. Logicamente, que nestas circunstâncias, quem perde é a instituição, e o final da história, é um rastro de destruição com as pessoas completamente divididas e a instituição muito mais pobre.

 

Perguntam vocês: e o Bruno de Carvalho está-se a servir do Sporting? Bem, o passado empresarial de Bruno de Carvalho fala por si. Os 10.000€ de ordenado são um luxo, e ele próprio já apelou numa Assembleia-Geral para não o deixarem cair - porque tem família, e em Portugal não consegue emprego. Ou seja: ele próprio assume que está agarrado ao poder por questões que não têm a ver com o Sporting.

 

PS: Mais uma coincidência à vista?

tumblr_nzq8faHl321rkjm9po1_540.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D