Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



2016-03-30-IMG_2127_T-_IDP.jpg

A história do futebol português está toda ela envolta em polémicas, escândalos, suspeições, e muita falta de credibilidade e de transparência. Sempre, ou quase sempre foi assim.

 

O facto de ser sportinguista não faz com que eu afirme que o Sporting não tenha os seus pecados. Seria hipócrita afirma-lo, e desde logo essa hipocrisia arrastaria este artigo.

 

Todavia, de uma maneira-geral, tenho a certeza que na maior parte da história do futebol e do desporto, soubemos ser melhores que os outros.

Desde logo, o Sporting tem nas suas origens gente de um enorme pioneirismo. E esse legado foi passado de geração em geração.

 

Mas, vamos desde já onde quero chegar:

Hoje é já recorrente encontrar na blogosfera leonina aquele mito já quase enraizado de que os presidentes após Sousa Cintra foram uns "mansos", e que actualmente sim, defendem-se os interesses do Sporting e combate-se a falta de transparência do futebol português.

Ou seja, o tal período que é hoje odiado e difamado, levando a uma generalização que me parece injusta, denominada de "roquettismo" (de 1995 a 2013).

 

A Internet é hoje um meio em que muita mentira e contra-informação é passada a público, mas, felizmente, quem a souber utilizar de uma forma honesta, pode não fazer esquecer alguns factos interessantes, e que até nos orgulham enquanto sportinguistas.

É o caso de uma série de vídeos que estão no youtube, relativamente ao tal problema que está enraizado no futebol português.

 

Aqui, em 1995, mal Santana Lopes tomou posse, viu-se envolvido com uma aliança entre Benfica e FC Porto

 

Santana Lopes foi de certa forma traído pelo presidente do Benfica Manuel Damásio, isolando ainda mais o Sporting nas questões da Liga e da arbitragem. Se o Sporting já era o mais prejudicado dentro do futebol português, pior ficou nos anos seguintes.

Mas o presidente de então demonstrou desde logo que não se revia na falta de credibilidade dos seus rivais, tendo o Sporting uma posição virada para a modernização do futebol português.

 

 

Nos anos seguintes o Sporting seria prejudicado como já era recorrente, até que em 1998-1999 o Sporting tomou medidas

 

 Os lances em que o Sporting se queixou na temporada 1998-1999

 

 

Os declarações dos dirigentes do Sporting

 

 Comunicado do dirigente Simões de Almeida

 Comunicado do presidente José Roquette

 Entrevista ao então Vice-presidente António Dias da Cunha. Ele que enquanto presidente de 2000 a 2005, foi talvez o dirigente que mais lutou contra o "sistema". Desde a sua posição frontal, a alianças, à contratação de "inspectores" como Marinho Neves, de tudo um pouco fez. Inclusive, antes de "rebentar" o processo Apito Dourado, ele afirmou à RTP que Pinto da Costa e Valentim Loureiro eram os "rostos" do "sistema". Ele que enquanto dirigente esteve nos 2 últimos títulos de campeão pelo Sporting. 

 Discurso do presidente José Roquette, apelando à união do clube, num momento particularmente difícil do Sporting dentro do então contexto do futebol português. Um discurso que recomendo a todos os que julgam que há um Sporting "antes" e "depois" de Bruno de Carvalho.

 

Jogo do luto

 

 Sporting 5 Académica 0

 

As propostas do Sporting para modernizar o futebol português

 

Curiosamente, Bruno de Carvalho fez o mesmo mal chegou ao Sporting. Tenho é dúvidas se foi sincero. Pois quem é "verdadeiro", creio que não precisa de "perseguir" todo um passado do Sporting.

 

 

Conclusão

 

Aparentemente os intentos do Sporting foram conseguidos no curto-prazo. Isto, porque nas 3 épocas seguintes o Sporting viria a ganhar 2 campeonatos e uma Taça de Portugal após 18 anos de "jejum".

 

A médio\longo prazo não o foram, pois o Sporting, tal como concluo neste artigo, voltaria a ser prejudicado pelas arbitragens, e de uma forma directa, foi-nos impossibilitado de vencer no mínimo 2 campeonatos e uma Taça da Liga. Títulos que fariam com que o crescimento que o Sporting vinha tendo desde 2000 se prolongasse durante muito mais tempo, e quiça, impossibilitou-nos de sermos hoje um clube muito mais estável e consolidado, tal como pessoalmente conclui no artigo A azarada semana que alterou o destino do Sporting.

 

Serve este artigo para tentar demonstrar que é uma falácia e uma desonestidade-intelectual querer reescrever a história do Sporting, quando nunca deixamos de ter histórias bonitas para contar.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

De comentador desportivo a 15.09.2016 às 09:41

👏

De Passaleão a 15.09.2016 às 14:08

Se fizer um esforço se calhar também encontra um video do Dias da Cunha com um cachecol do Porto. Ou aos abraços ao Vieira no camarote da Luz, enquanto no relvado o Paraty nos roubava o campeonato.

De Jacó a 15.09.2016 às 14:32

Como fiz referencia no artigo, ele também fez "alianças". Alianças estratégicas. Tentativas de levar a sua avante...

Primeiro aproximou-se de Pinto da Costa, mas como viu que não conseguia nada dele, preferiu afastar-se e denuncia-lo.
Mais tarde fez o manifesto pela verdade-desportiva com o Filipe Viera, mas nunca deixou de criticar o que havia para criticar. Como por exemplo, o jogo no Algarve entre o Estoril e o Benfica http://relvado.aeiou.pt/arquivo/primeira-pagina/dias-cunha-fala-promiscuidade-interesses-no-estoril-benfica

Quanto a esse episódio do cachecol no jogo da Taça UEFA, não digo que tenha sido feliz, mas há (e tem havido) coisas muito piores. Fazia parte do plano (bem ou mal) para que Pinto da Costa reconsiderasse a sua posição no futebol português.
Episódio esse que não apaga o conteúdo da sua luta e da sua mensagem.

Houvessem mais Dias da Cunha no futebol português!... Com toda a sua dedicação, disponibilidade e honra em servir o Sporting de verdade.



De comentador desportivo a 16.09.2016 às 09:24

Em relação ao lixo que escreveu, como é apanágio desta gente, respondo que ao contrário do que disse, sem esforço, irá encontrar centenas de situações dos actuais dirigentes que "enlameiam" o nome do clube e "consporcam" o desporto.

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 09:27

Excelente comentário

De comentador desportivo a 16.09.2016 às 09:21

"Se fizer um esforço se calhar também encontra um video do Dias da Cunha com um cachecol do Porto."

Eh eh eh, vindo de onde vem nada de novo, quase sempre na tentativa de denegrirem, "enlamearem" os antigos presidentes.

Portanto, pessoas que mostram educação, civilidade é algo que segunda a seita é passível de condenação.

Nem sequer vou dizer o que penso sobre o indivíduo que escreveu isto, pois provavelmente seria censurado, mas digo só que mete nojo.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D