Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



ng1769354.jpg

Nas últimas eleições do Sporting, somente cerca de 32.000 sócios podiam exercer o seu direito de voto. Um número muito escasso face a um clube que envolve cerca de 3 milhões de simpatizantes em todo o mundo.

Na verdade, o Sporting está mais dependente de quem? Dos sócios com as cotas em dia, ou dos 3 milhões de adeptos?

Bem, acho que está dependente de todos.

Independentemente de uns sofrerem mais que outros, de serem sócios, de irem mais ao estádio, de acompanharem só pela televisão, de uma forma direta ou indireta, uns mais que outros, todos contribuiem para a grandeza do clube.

Quem pode ser sócio com cotas em dia, que o seja. Quem o é, também tem previlégios que os outros não têm.

Cada um de nós faz o que pode pelo "seu Sporting". E quando se o faz de coração, não se é hipócrita ao dizer "eu sou o sócio "x" há "x" anos". Da mesma forma que alguém que não seja sócio, deve ter respeito por quem o é.

Quem não é sócio hoje, poderá vir a sê-lo um dia mais tarde. Cada um tem a sua vida, e cada um sabe de si.

 

Digo isto, porque fiquei triste com alguns comentários que fizeram sobre o jovem brasileiro Marcelo. É verdade que ele conhece o Sporting há bem pouco tempo, mas ele é um caso singular.

Somos um grande clube. Mas também não somos campeões há 14 anos, e ele diz que ao ler a história do Sporting, gostou do nosso clube. Acho que estas coisas merecem ser enaltecidas.

Provavelmente, ele nunca mais voltará a Portugal, quanto mais a Alvalade...

 

Não podemos ser assim tão frios e calculistas. Embora, tenha a certeza que há um aproveitamento daquele miúdo para outras questões... Mas a esses, será feita justiça, mais tarde ou mais cedo. O tempo não dorme.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D