Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Devem ainda estar lembrados, que nas eleições de 2011, a grande bandeira da candidatura de Bruno de Carvalho foram os "famosos" fundos russos.

 

Passado 1 ano, em plena Assembleia-Geral, incentivou os sócios a chumbarem as propostas da então direcção, porque a solução estaria nos seus fundos russos e... americanos. Tudo somado, daria um investimento de 120 milhões de euros.

 

Passado mais 1 ano, desta feita em novas eleições, Bruno de Carvalho prometeu a poucos dias das eleições, que havia parceiros interessados a investir 15 a 20 milhões no imediato.

 

Tendo vencido as eleições e tendo tomado posse, o que constatamos aos fim de alguns dias? Que Bruno de Carvalho, afinal, nao tinha qualquer investidor, e foi a muito custo que lhe entregaram a reestruturação-financeira que já se tinha iniciado.

 

Recordemos através deste link, a célebre tarde de Abril em que a própria presidencia de Bruno de Carvalho esteve em risco.

 

Mais tarde, João Pedro Paiva dos Santos, acusou Bruno de Carvalho de querer tirar os louros de uma reestruturação-financeira que já existia. Aquilo que só um cego não quer ver...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D