Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Godinho-Lopes-e-Antonio-Salvador-vistam-museu-Spor

Antes de tudo, acho despropositado que um antigo presidente - independentemente dos resultados que obteu - faça comentários à gestão da actual administração. Não faz sentido que Godinho Lopes afirme que possa haver eleições antecipadas, na eventualidade do Sporting não ser campeão e Jorge Jesus sair de Alvalade. Só para que fique claro.

Mas dou-lhe razão no processo judicial imposto contra Bruno de Carvalho - devido à sua expulsão de sócio. Pois como ele refere, está em causa a integridade do seu nome. E ele, tal como qualquer pessoa, tem a sua vida própria.

Quando numa auditoria que levou meses, não se faz uma única pergunta aos visados, então, é porque se quer expulsar à força, e arranjar um qualquer pretexto, por mais espatafúrdio que possa ser.

Afinal, a auditoria foi uma promesa eleitoral, e tinha que ser cumprida. Quando estavamos tristes com os resultados da época do 7º lugar, foi fácil insinuar que uma auditoria iria desmascarar quem eventualmente possa ter tido actos de gestão danosos.

Mas, não saberia Bruno de Carvalho, que uma SAD contada em bolsa, já estava mais que auditada há anos? Aliás, os próprios sócios do Sporting não têm essas noções básicas? Naturalmente que tudo o que se assistiu depois dessa promessa eleitoral, até ao processo que levou à expulsão de Godinho Lopes, foi uma fuga para a frente. Agora seria quase vergonhoso que não houvesse nada por onde pegar.

Na Assembleia-Geral em que Godinho Lopes foi expulso de sócio, foi apresentado um simples power-point, mostrando, que supostamente, houve uma derrapagem de cerca de 90 milhões de euros na construção do Estádio e da Academia.

O que o senhor Carvalho não explicou aos sócios presentes, é que houve alterações nos projectos, que não estavam previstos.

 

Inicialmente, o estádio teria capacidade para 40.000 lugares com pista de atlétismo e pavilhão - e sem nenhum holmes place e demais infraestruturas do género. Estaria orçado em 80 milhões de euros. Mas, como um estádio com 40.000 lugares não dava para receber finais europeias, os sócios em Assembleia-Geral, foram levados a decidir o que queriam. E optaram por um estádio com 52.000 lugares, e já com o património que referi, e que inicialmente não estava previsto. Património esse, que foi vendido no mandato de Filipe Soares Franco, e claro, mais uma vez, e como sempre, foram os sócios que aprovaram a venda. O pavilhão foi sendo adiado, porque não havia dinheiro para tudo.

Em relação à Academia, passou de 5 milhões para 25 milhões, simplesmente, porque aumentaram em muito, o tamanho da Academia.

É só uma questão de pesquisar.

 

Os próprios sócios do Sporting cairam na ratoeira, de acreditarem em falácias, de decisões do passado, que eles próprios aprovaram nas Assembleias-Gerais.

 

Passando agora para aquilo que foi o mandato do Godinho Lopes, pergunto:

- Quando se contrataram todos aqueles jogadores, não nos entusiasmamos?

- Não foram os adeptos que criaram pressões para despedirem o Domingos? Lembram-se na recepção à equipa depois de uma derrota na Madeira?

- Quando se foi buscar o Sá Pinto que treinava os júniores, não houve um entusiasmo dos adeptos, levando em que se entoasse o célebre cântico "aperta com eles Sá Pinto!"?

- A Liga Europa dessa temporada não nos fez sonhar com a conquista da prova, onde pelo meio eliminamos o Manchester City, e só caimos nas meias-finais?

 

As coisas correram muito mal na época seguinte? É verdade. Desde o inicio que era evidente que a politica-desportiva não tinha pés nem cabeça. E de forma legitima, os sócios optaram por uma mudança.

 

E a partir dai, que cada um de nós assumisse as suas responsabilidades. Porque um clube é como um todo.

 

Apesar da má época que nos levou ao 7º lugar, Godinho Lopes deixou uma reestruturação-financeira para a actual administração dar continuidade (porque afinal, os investidores do BdC nunca existiram), e ainda hoje é credor do clube em cerca de 700 mil euros.

Se o expulsaram de sócio, ao menos que lhe pagassem o que lhe devem. Ou não vos parece lógico?

 

Godinho Lopes nada me diz, e não estou propriamente preocupado com ele. Estou sim preocupado, com a facilidade com que arrastam o Sporting para estas situações, devido ao ego de quem actualmente nos lidera.

 

Porque apesar de tudo, Godinho Lopes:

- Nunca processou sócios do Sporting

- Nunca expurgou sócios do Sporting

- Nunca disse que os sócios do Sporting são burros por tomarem poucas decisões

- Nunca perseguiu anos e anos de dirigismo do Sporting

- Nunca afirmou que o Sporting não era conhecido internacionalmente antes de si

- Nunca meteu soldadinhos na internet a tirar prints

- Nunca maltratou uma antiga glória como Manuel Fernandes

- Nunca ridicularizou a história do Sporting dos últimos 50 anos em Alenquer

- Nunca afirmou que o Sporting era "nosso" (dele(s))

 

Porque apesar de tudo, das poucas coisas boas que Godinho Lopes fez, foi levar o presidente do Sporting de Braga a conhecer o nosso maravilhoso museu.

 

Portanto, nao sejamos também nós, o espelho da pequenez que é o actual presidente do Sporting. Que não nos orgulha, nem representa...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D