Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

 

academia-sporting.jpg

 

O sucesso deste campeonato vem sendo construido desde a época de 2013-2014 com Leonardo Jardim.

Depois de uma politica-desportiva completamente fracassada que culminou com um inédito e surpreendente 7º lugar, iniciou-se um novo ciclo.

Como os prometidos investidores afinal nunca existiram, foi preciso reconstruir uma equipa com o pouco dinheiro disponivel face à reestruturação-financeira já iniciada.

E é ai que a formação, no meu entender, foi a base do "renascimento" do Sporting.

 

Por tradição, o Sporting sempre teve nas suas equipas jogadores da formação. No último ano em que fomos campeões tinhamos alguns, como o Hugo Viana, o Quaresma, ou o Beto.

No tempo do Paulo Bento a aposta na formação foi forte, e já se sentia o trabalho feito na Academia desde 2002 (ano da sua inauguração). Rui Patrício, Carriço, Carlos Martins, Miguel Veloso, João Moutinho, Nani, Djaló, Pereirinha, Custódio, ou Miguel Garcia, foram alguns dos jogadores lançados nesse tempo, e que ajudaram o Sporting a ser minimamente competitivo, num periodo de contenção-financeira e até de venda de património.

 

Mas se compararmos os actuais jogadores da formação com os do tempo do Paulo Bento, a nivel de qualidade\quantidade os actuais jogadores dão "10-0"!

E isto é resultado do facto de que esses jogadores quando entraram no Sporting, já há alguns anos que a Academia estava em pleno desenvolvimento nas mais variadas vertentes de trabalho.

 

Vejamos:

Em 2013-2014 tinhamos Rui Patrício, Cédric, Dier, André Martins, William Carvalho, Adrien Silva, Wilson Eduardo, Carlos Mané, ou Esgaio.

O onze base era composto por Rui Patrício, Cédric, Maurício, Rojo, Jefferson, William Carvalho, Adrien, André Martins, Capel, Carrillo, e Montero. Aqui temos 5 jogadores da formação, sendo que o meio-campo era todo composto por jogadores made in Alcochete.

E de relembrar que William Carvalho foi quase um achado, e foi determinante no equilibrio de uma equipa que estava a dar os seus primeiros passos.

Numa época sem o desgaste das competições europeias, e saindo fora das Taças precocemente, deu para gerir bem a jovem e inexperiente equipa para um 2º lugar e consequente acesso à Liga dos Campeões. Mérito também para Leonardo Jardim.

 

Em 2014-2015 já não tivemos Eric Dier, mas lançou-se Tobias Figueiredo e João Mário. Os restantes jogadores mantiveram-se, e continuaram o seu processo de evolução. O onze base foi práticamente o mesmo, com a diferença de termos Sarr ou Paulo Oliveira no lugar de Rojo, e Nani no lugar de Capel.

Nessa época os desafios foram maiores. Pois num ano em que foi lançado o desafio de lutar pelo título, era necessário gerir isso com a Liga dos Campeões. Pois a jovem equipa não tinha experiencia de Liga dos Campeões, nem ritmo de jogarem a meio da semana.

Aqui Marco Silva também esteve muito bem. Apesar do 3º lugar, soube dar continuidade à consolidação da equipa, tendo em conta os mais exigentes desafios comparativamente à época anterior.

Conseguimos 76 pontos no campeonato e vencemos a Taça de Portugal.

 

Esta época, em 2015-2016, não temos Cédric, mas lançou-se Gelson, Rúben Semedo e Matheus. Os restantes jogadores mantiveram-se, e já não se pode olhar para eles como "aqueles miúdos". São jogadores "feitos".

Esta época foram utilizados 11 jogadores da formação. Cerca de 1\3 do plantel.

Quanto nos teria custado um meio-campo com William, Adrien e João Mário? Quanto nos custaria um guarda-redes como Rui Patrício?

 

E por falar em lucros, jogadores como Bruma, Tiago Llori, Eric Dier, João Moutinho (Porto-Mónaco) não foram também a base dos lucros financeiros que Bruno de Carvalho obteu para o Sporting?

 

Bruno de Carvalho tem a noção que apesar de uma época desportiva muito má em 2012-2013, noutras vertentes, houve um muito bom trabalho que está na base do paulatino crescimento da equipa principal do Sporting. Tem a noção que nas suas mais de 50 contratações acertou-se em muito pouco nas duas primeiras épocas. Hoje já há jogadores que "choram" públicamente - Ryan Gauld e Bruno Paulista, por exemplo.

Finalmente, as prometidas contratações cirúrgicas na campanha eleitoral, surgiram esta temporada.

 

Tendo ele todas estas noções, sentiu a necessidade de colocar na página de facebook do Sporting, os jogadores que foram por si contratatos, e incluiu alguns dos jogadores da formação como "seus", como se todos esses jogadores não estivessem no Sporting há cerca de 10 anos!

12928346_10153400750441555_6492059958858947465_n.p

 

Um post que demonstrou bem a "aflição" que ele sente pela sua reeleição. Uma campanha eleitoral que foi promovida (se é que ele nunca esteve...) após a derrota contra o Benfica e a consequente perda da liderança do campeonato.

 

A Bruno de Carvalho não se pode tirar o mérito de ter contratado 3 bons treinadores. Foram também eles que estiveram na base do grande campeonato desta temporada. Mas dou maior destaque aos jogadores, pois são eles que marcam golos.

 

Básicamente, cada um de nós tem que ter o seu mérito e ser tratado com o devido respeito.

 

E este artigo que me dei ao trabalho de elaborar, repito, tem como objectivo demonstrar que apesar da ridicula temporada em 2012-2013, noutras vertentes, houve bom trabalho, e que ajudou neste paulatino crescimento do Sporting - que está hoje muito próximo do título.

 

Há pormenores que fazem toda a diferença na hora da vitória e da derrota, e que podem dar ou tirar significado ao momento.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De És uma vergonha a 01.05.2016 às 19:26

Pah, juvenal pedro "profeta" neves carvalho, continua assim que pode ser que voltes ao poleiro.

Já agora, visto que a academia já existia antes do bruno de carvalho podes dizer-me que se era assim tão fácil porque é que nunca foi aproveitada em termos desportivos (excepto no ano da mão do ronny) e em termos de vendas (quase todos saíam ao preço da chuva excepto nani, mas mesmo com essa venda o soares franco vendeu o património não desportivo quase todo)?

De Conde a 02.05.2016 às 19:45

Nos bons e nos maus momentos a Academia tem sido importante. Como referi, no tempo do Paulo Bento houve um bom aproveitamento da formação. Fomos 3 vezes à Champions, ficamos sempre em 2º lugar, e ganhamos 2 Taças e 2 Supertaças. E não ganhamos 1 campeonato e uma Taça da Liga por erros de arbitragem.

E não disse que tudo foi bem feito no passado, assim como hoje nem tudo é mau.

E já agora: sou uma vergonha porquê? É a minha opinião, somente...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D